IPOL - Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística

You are not logged in. (Login)

Skip Online Users

Online Users

(last 5 minutes)
None
Skip Activities

Activities

Skip Search Forums

Search Forums

Skip Course categories

O Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter cultural e educacional, fundada em 1999, com sede em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil e constituída por profissionais de diversas áreas do conhecimento, para realizar projetos de interesse político-linguístico.

Projeto Rio Negro

  • Ayuda / Ajuda para Navegar
    msn marciasagaz@hotmail.com
    de segunda a sexta, das 13 às 17h

    Importante!

    A inscrição de usuários é cancelada automaticamente se a conta não for usada num período de 120 dias consecutivos. Caso sua inscrição tenha sido cancelada, entre em contato conosco que lhe enviaremos uma nova senha de acesso!

  • Tutorial Plataforma PDF document

Novidades

Picture of Marcia Sagaz
Florianópolis será sede de Fórum Mundial de Educação em 2012
by Marcia Sagaz - Tuesday, 22 November 2011, 04:45 PM
 
No próximo ano, Florianópolis será a sede do II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica. Com o tema Democratização, Emancipação e Sustentabilidade, o evento será realizado de 28 de maio a 1º de junho de 2012 e a expectativa é receber 10 mil pessoas. O lançamento oficial do Fórum está marcado para o dia 29 de novembro deste ano, no Centrosul, em Florianópolis.
A cerimônia de lançamento, marcada para as 16 horas, contará com a presença do secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco, além de autoridades nacionais, estaduais e locais. Os reitores e diretores- gerais de todos os institutos federais e centros federais de educação tecnológica do país também participarão do evento.

Picture of Barbara Robertson
I Encontro sobre o Inventário da Língua Guarani Mbya (ILG)
by Barbara Robertson - Monday, 1 August 2011, 06:12 PM
 

http://guaranimbya.wordpress.com/

O I Encontro sobre o Inventário da Língua Guarani Mbya (ILG) terminou dia 27 e reuniu várias lideranças Guarani, poder público e especialistas. A discussão do resultado do estudo realizado durante a execução do projeto, para o IPOL - Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística - só faz sentido se compartilhada com a própria comunidade indígena. Como mesmo afirmou Gilvan Müller de Oliveira, diretor executivo do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), "a língua é dos Guarani e continuará a ser dos Guarani que, através do seu uso, das suas lideranças, das suas assembleias, fixarão o futuro dela no contexto do plurilinguismo brasileiro".

Foram inventariadas 69 aldeias através de seis Estados brasileiros (ES, SP, RJ, PR, SC, RS), somando um total de 928 questionários respondidos. Ainda, foi coletado material de pesquisa em arquivo e base de dados, aplicação de questionários, marcação de pontos das aldeias por GPS, relatórios das idas a campo, registro audiovisual, registro de depoimentos e coleta de objetos. O resultado de toda essa pesquisa foi compilado no Inventário da Língua Guarani Mbya.

O livro editado pelo IPOL com o apoio do recém instaurado Inventário Nacional da Diversidade Lingüística (INDL) reune boa parte das informações em 11 capítulos ordenados em conjunto com mapas expositivos, infográficos e informações estatísticas. Tudo no sentido de melhor registrar a língua Mbya, elevando-a, através do reconhecimento do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), a patrimônio imaterial brasileiro. Segundo Fabíola Nogueira Cardoso, técnica em antropologia do departamento do patrimônio imaterial do IPHAN de Brasília, o ILG poderá clarificar a atual situação da língua na conjuntura nacional, e, além disso, garantir mais direitos e reconhecimento linguístico aos falantes.

Num Brasil que convive com mais de 210 línguas faladas em todo território nacional, o reconhecimento institucional consiste numa importante estratégia para salvaguardar a diversidade do país, violentamente amputada desde o processo colonial. Rainer Enrique Hamel – professor convidado da Universidade Autônoma Metropolitana do México – reconhece a importância de se inventariar as línguas, apesar de boa parte ter concebido seus códigos de escrita só depois. Constituíam-se, no princípio, como representações essencialmente orais. O livro, para esse pesquisador mexicano, é ainda o suporte hegemônico de difusão. Portanto, o registro editorial ajuda sobremaneira na conservação dos idiomas e na preservação de diversidade lingüística.

Deste modo, o encontro com as lideranças contribui para dialogar com a própria comunidade sobre os métodos de análise e as diretrizes a serem seguidas a partir de agora. Para o IPOL, é fundamental que o inventário não seja visto como um trabalho técnico, realizado a revelia da comunidade. Rosângela Morello, diretora do instituto, enfatiza que as principais pessoas desse trabalho são os próprios indígenas, portadores de uma língua que remonta a história e a ancestralidade de um país obrigado a ser ver diante do português como representação hegemônica. Infelizmente, a maioria dos brasileiros desconhece a riquíssima diversidade linguística do país.

Mais informações em: http://guaranimbya.wordpress.com/

Picture of Barbara Robertson
I Seminário de Gestão em Ed. Linguística de Fronteira no MERCOSUL
by Barbara Robertson - Wednesday, 22 June 2011, 04:15 PM
 
Inscrições Abertas para o I Seminário de Gestão em Ed. Linguística de Fronteira no MERCOSUL

http://seminariogelf.blogspot.com/




Estão abertas, até o dia 30 de junho, as inscrições para o I Seminário de Gestão em Educação Linguística de Fronteira no MERCOSUL que será realizado entre os dias 20 e 22 de julho de 2011 na UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu (PR) - Brasil.

Promovido pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), União Latina (UL) e Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (IPOL), o Seminário objetiva oferecer formação na área de gestão em educação linguística de fronteira para responsáveis pela educação dos países signatários do MERCOSUL.

Ao todo são oferecidas quarenta vagas e a participação no evento é gratuita. O público alvo do Seminário são professores, diretores de escolas de fronteira, gestores da educação em Secretarias Municipais e Estaduais, em Ministérios e em Institutos gestores como INEP, SAEB - Sistema de Avaliação da Educação Básica, Prova Brasil, IDEB, Cadastro Nacional de Docentes e Cadastro de Instituições e Cursos, e demais órgãos responsáveis pela educação e cultura nos países participantes.

Para se inscrever, é necessário enviar, além da ficha de inscrição, uma declaração da instituição onde atua indicando o participante como seu representante no Seminário. Seguem anexas a Circular I com as principais informações sobre o evento e a Ficha de Inscrição.

Para mais informações: gestaoelf@gmail.com e http://seminariogelf.blogspot.com/

Comissão Organizadora - UL, IILP e IPOL

Skip Calendar

Calendar

Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 Today Tuesday, 27 September 27 28 29 30  
Skip Latest News

Latest News

  • 22 Nov, 16:45
    Marcia Sagaz
    Florianópolis será sede de Fórum Mundial de Educação em 2012 more...
  • 1 Aug, 18:12
    Barbara Robertson
    I Encontro sobre o Inventário da Língua Guarani Mbya (ILG) more...
  • 22 Jun, 16:15
    Barbara Robertson
    I Seminário de Gestão em Ed. Linguística de Fronteira no MERCOSUL more...
Skip Global SearchSkip Upcoming Events

Upcoming Events

There are no upcoming events